Buscar
  • Pedro Silva

“Visita Pascal” na Baixa da Banheira


“Visita Pascal” na Baixa da Banheira No passado dia 12 de Abril o nosso Pároco Frei Guedes esteve pelas ruas da Baixa da Banheira e Vale de Amoreira. Ficamos aqui com umas palavras do nosso Pároco Frei Guedes sobre a "Visita Pascal" e ainda com o testemunho do Missionário Pedro Costa que acompanha os Frades da nossa comunidade e que esteve envolvido. O TEMPO DE DEUS EM TEMPO DE PANDEMIA “Visita Pascal” na Baixa da Banheira "A visita Pascal no Domingo de Páscoa ou, como se diz nas regiões do Norte, o “Compasso”, não é uma tradição, no sul do país e concretamente na vila da Baixa da Banheira e Vale da Amoreira. Em tempo de pandemia, todos, de uma maneira ou de outra, mas sobretudo os crentes no Deus de Jesus Cristo, suplicam uma intervenção, uma bênção de Deus. Só Deus pode abençoar! Só Deus pode abençoar porque só quem tem o poder sobre tudo e dispõe de tudo pode abençoar. Abençoar é fazer fluir a própria vida de Deus. Isto só Deus pode fazer. Deus ao abençoar dá-se a Si mesmo e faz-nos participantes da sua natureza divina. Deus concede este poder de abençoar à maneira divina àqueles que O representam: os fiéis, em virtude do mistério do Batismo e da Confirmação; os esposos, em virtude do mistério do matrimónio cristão; os sacerdotes, em virtude do mistério da ordenação sacerdotal. Não há bênção maior e mais sublime, oferecida à humanidade, do que “este dia que o Senhor fez” e que é anunciado, por todas as ruas, porta a porta, na visita pascal: Cristo Ressuscitou! Cristo está vivo! Cristo venceu a morte, Aleluia! Mesmo que isso que foi feito e é anunciado, fosse algo de menor urgência e importância do que isto de libertar a humanidade do poder do pecado e da morte, seria sempre uma obra inigualável, porque o seu autor é unicamente Deus. Faz, então, todo o sentido que no momento em que Deus faz algo único, irrepetível e decisivo na história da salvação, pessoas que O amam acima de todas as coisas, que reconhecem as suas maravilhas e que O representam ora pelo mistério do Batismo e da Confirmação, ora pelo mistério do matrimónio cristão, ora pelo mistério da ordenação sacerdotal, se sintam na obrigação de percorrer os caminhos do mundo, mais propriamente, as ruas da vila da Baixa da Banheira e do Vale da Amoreira, para derramar as bênçãos de Deus, segundo a missão a que foram chamadas, e proclamar e gritar a novidade suprema da história da humanidade, CRISTO RESSUSCITOU. Foi o que fizeram, para lá de todos os confins, os representantes da comunidade cristã católica da Baixa da Banheira e Vale da Amoreira, no dia de Páscoa do ano de 2020. E o que proclamaram, foi o que sempre se há-de dizer: CRISTO ESTÁ VIVO, RESSUSCITOU, ALELUIA! Feliz Páscoa para todos" ​Texto escrito pelo Pároco Frei Guedes. ​Também Pedro Costa Missionário quis deixar o seu testemunho. "Cristo vive! Cristo ressuscitou! Mas... Quantos de nós acreditamos realmente que esse facto é uma verdade? Neste dia de Páscoa anunciar e proclamar pelas ruas da Baixa da Banheira e Vale da Amoreira que Jesus está vivo, fez de nós simples e humildes instrumentos de Deus. Fomos luz, porque levámos a luz a todos aqueles que vivem tempos de incerteza e medo. Mas... Os próprios apóstolos de Jesus viveram essa incerteza... O seu coração só acalmou quando acreditaram que Jesus VIVE! E tu acreditas? Ensinamento do dia: É preciso desgastar-nos por Jesus."

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo